hérnias

5 tipos de hérnias abdominais

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Hérnia e Parede Abdominal (SBH), as hérnias abdominais acometem cerca de 20% dos brasileiros, o que levou a realização de mais de 125 mil cirurgias de correção apenas em 2020.

Você sabia que existem diferentes tipos de hérnias que se desenvolvem na parede abdominal? Caso não, recomendamos a leitura deste post. A seguir, explicaremos tudo sobre cada uma delas.

1. Hérnia umbilical

Trata-se da condição que ocorre em função de uma fraqueza muscular congênita ou adquirida na região do umbigo, sendo o tipo mais comum em bebês. Porém, nem sempre precisam de tratamento, pois se fecham sozinhas nos primeiros anos de vida.

Ainda, nos adultos a hérnia umbilical é provocada pelo aumento na pressão intra-abdominal em função do excesso de peso, distensão abdominal, gravidez ou ascite. Essa condição é mais frequente em mulheres do que em homens.

2. Hérnia epigástrica

A hérnia epigástrica é aquela que ocorre entre a região do umbigo e o apêndice xifoide. Este tipo é seis vezes mais comum em homens, principalmente naqueles entre os 20 e 50 anos. Na maioria dos casos, a gordura pré-peritoneal é o conteúdo extravasado.

Ainda, a hérnia epigástrica costuma surgir em função de problemas na junção da musculatura central do abdômen. Além disso, está associada a vários fatores de risco, tais como, tabagismo, tosse crônica, obesidade, uso de esteroide, diabetes mellitus e idade avançada.

3. Hérnia inguinal

Trata-se do quadro que se caracteriza pela protusão de gordura abdominal ou conteúdo intestinal pelo canal inguinal, localizado na região da virilha. Ademais, pode estar presente desde o nascimento (indireta) ou surgir em decorrência do enfraquecimento da musculatura.

Quando provocam sintomas desconfortáveis e prejudicam a qualidade de vida do paciente, a cirurgia de correção é necessária. O procedimento pode ser com a fixação de telas de polipropileno (técnica de Lichtenstein) ou sem o uso de telas (técnica de Shouldice).

4. Hérnia de Spiegel

A hérnia de Spiegel é resultado de um defeito no músculo transverso do abdômen. Assim, a gordura pré-peritoneal se extravasa por uma zona transversal de 6 cm de largura chamada de cinturão de hérnia de Spiegel.

Geralmente, o paciente apresenta uma saliência na parte inferior do abdômen e costuma relatar dor aguda ou hipersensibilidade na região. O tratamento também é cirúrgico, podendo ser feito por método tradicional ou por laparoscopia.

5. Hérnia Femoral

Trata-se da hérnia que ocorre no canal femoral, local por onde passam os vasos femorais. Esse tipo é três vezes mais comum em mulheres, pois possuem um canal mais largo do que os homens. A incidência desta condição aumenta conforme o avanço da idade.

Ainda, a hérnia femoral costuma ser assintomática, sem provocar nenhum tipo de protuberância na região. Por isso, o diagnóstico é confirmado através de exames de imagem. O tratamento pode ser feito a partir de cirurgia por via aberta ou por videolaparoscopia.

Portanto, com a leitura deste post, você conheceu alguns dos tipos mais comuns de hérnias abdominais. De modo geral, a formação de uma saliência no abdômen é o sintoma mais característico. Então, esteja atento aos possíveis sintomas e, caso suspeite de algo, converse com seu médico.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião em Belo Horizonte! 

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp